Porque os Estados Unidos tem essa questão aí, ainda, de ser o Xerifão do planeta. É quando alguém faz uma bobagem qualquer, em um lugar qualquer, que o Xerife vai lá e confere, ou desfere. Desde que tenha petróleo envolvido, claro. Só na Venezuela que não, sei não porque. Mas é assim que o Xerife vai. Vai controlando o mundo, e mandando geral em todo mundo. Manda mesmo porque é rico mesmo, e mesmo em crise todo ferradinho ainda é disparado o mais rico e mais importante. Tão importante que ninguém pode com ele. E o pior, ninguém pode poder com ele. É. Confuso mas é isso. A "America"  que é como eles gostam de encampar o nome que nem é só deles, é tão poderosa, que se cair, cai tudo ao redor. Então ninguém nem pode querer que os USA caiam, porque se cair, todos vão junto. E quanto mais forte, mais junto vai. Ou seja, só Zé Mané pode ir contra eles. Que daí, nem mexe na montanha.

E é nesse império todo da era moderna, que esses dois meninos abaixo brigam pelo trono. É a cadeira mais importante do mundo, e que mais manda e que mais tem poder. E até que deu uma briga boa, entre o presidente diferentão que cantou e encantou com sonhos, poesias e facebook em 2008, e o presidente tipico dos seriados. Porque o desafiante já esteve em todas as séries e filmes que retratam o senhor presidente nas telinhas. Menos a do Jack Bauer, que gostava de presidente diferentão. O Romney é o tipico corte de cabelo, cara de presidente, família de presidente, tudo de presidente dos USA. Mas é o desafiante. Porque o atual é o diferentão. Que nem foi tão bem assim, porque vendeu um sonho que não era tão doce, e porque pegou o país todo retalhado daquele último lá, aquele filho de ex-presidente que socaram no trono por oito anos. Porque o Obama foi o típico candidato do facebook, lá em 2008. Era mais bonito na rede social do que foi no trono imperial. Coisas de internet, só cai quem não conhece a rede.

Dizem que o atual é melhor pro mundo, que o desafiante tipico, aquele dos seriados e filmes de meu querido presidente, é mais parecido com o anterior, aquele, filho...do ex-presidente. Até acredito, porque no fim das contas o Obama tem mais cara de protegido do Jack Bauer, e eu gosto do Jack Bauer. Na verdade, as opções só não são piores do que o sistema eleitoral deles. Cruzes, que bagunça. Mas é uma bagunça proposital, porque todo mundo sabe que lá no império as mãos invisíveis tem mais poder, muito mais poder, do que as mãos visíveis. E quando a coisa é meio bagunçada, meio confusa, o caminho pras forças invisíveis fica é mais fácil.

Então a gente senta e assiste essa confusão toda, e no fim quem tá por aí deve ficar, apesar do empate divulgado mundo afora. Porque mesmo abaixo de tempestades e furacões, as estrelam continuam brilhando é na cabeço do Obama. Né não? Desde que deixem todo mundo mundo afora mais ou menos quieto, tá tudo certo. Boa sorte ao Tio Sam, com o menino do facebook com cara de protegido do Jack Bauer, ou com o outro lá, com cara de meu querido presidente de Hollywood.