Já que o Brasil vai ao espaço, hoje só temos foguetinhos!

- Caseiro quer ir pra longe do Brasil.
Em outros tempos, se chamava exílio. Não é o primeiro a ter que fugir, tem irmão de ex prefeito assassinado que já fez o mesmo...


- Germano Rigotto gera mais um fiasco no MDB. Indica o Jobim para governador.
Se estivesse presente na prévia do partido por mais tempo, saberia que quase todos lá assinaram nota pedindo que esse cidadão lá do Tribunal Superior do Presidente fosse barrado no MDB. Foi o pior de todos lá no Supremo. Talvez o escambo não tenha se confirmado, então tem gente buscando alternativas. Ninguém quer ele de ficha assinada, muito menos candidato a governador. Confirmado Jobim, vai ter muito MDB votando em outros partidos. Sem dúvida. PT feliz da vida no RS! Sem a queda da verticalização, a única maneira de derrotar o MDB no RS é mandar o Jobim para cá. Rigotto, Rigotto...
Escambo?


- Palocci está se despedindo esta semana, não tem como sustentar mais.
É o último dos "capacitados" a deixar o governo a vassouradas. Só ficaram os gargantas. Se segura Brasil, estamos em ponto morto!


- Termina o excelente seriado JK. Globo merece parabéns, foi uma bela produção. Tirando o fato de que foi um aviso, quiça encomendado por alguém. Só para lembrar ao povo que a tomada militar é a pior das opções. Uma porta é sempre uma porta, mesmo quando está pequena. Não custa relembrar o povo né? Ainda mais o brasileiro...


- Duas teorias. Supostas.

Primeira, mais óbvia: Presidente perdeu todos os capacitados. Tentará equilibrar o Brasil na mesma direção que esteve até então. Se mexer na direção, e tiver que escolher novos caminhos, se complica. Foi um desastre para o PT e para o Lula.

Segunda, mais perigosa: Presidente não está muito preocupado com essas perdas. Deixou rolar. Quer ficar o máximo possível parecido com seu grande ídolo lá de Cuba. Nesse caso, o Brasil deveria estar bem preocupado. Desastre para todo o país.

Ainda bem que são só minhas supostas opiniões, não me processem !


Essa campanha vai ser ótima. Artilharia pesada. Sempre fui fã de marketing de guerrilha. Único capaz de vencer políticos que se chamam de "companheiros de armas". Dança conforme a música. Engraçado mesmo é ver os maiores críticos sem qualquer dó nem piedade com mais de 20 anos de ataques, reclamando das pedradas. Telhado de vidro complica tudo, não?


Sinto inveja dos argentinos.
Essa semana explico porque.