Rock and Roll

    2 comments

    13 de julho. Dia mundial do Rock and Roll. O que é o Rock, todo mundo sabe. Como surgiu, ninguém sabe ao certo. O que é certo é que todo mundo gosta. Se não é dos Beatles, é do Led. Ou do Black Sabbath, ou do Pixies, ou…. E aí se pode passar uma eternidade listando bandas e mais bandas que atravessam décadas com suas guitarras e bateras afiadas. Seus solos e suas vozes subindo no último tom.

    De fato não importa muito quem começou, quem representou, quem é o maioral, ou quem é clássico ou progressivo. O Rock and Roll é um dos principais (para mim é o principal) movimento musical da história. Tem gerações que escutam mais, outras menos, mas o tempo passa e os dinossauros do Rock continuam vendendo discos e arrastando aos seus shows multidões que nem mesmo tinham nascido quando eles começaram a tocar.

    O Rock é isso, sem definições e sem rótulos. O Rock and Roll é um movimento atemporal que não respeita idades nem fronteiras, o Rock é sem retorno nem depósito. O Rock não gosta nem mesmo que se fique querendo falar muito dele, porque o Rock gosta mesmo é de falar o que ele quer, como quer, quando quer, e sem intermediários. Então, vamos deixar o Rock falar ele mesmo!

    Rock and Roll All Night!

    A entrevista

    2 comments


    E essa foi no carnaval.

    Lá na Interiorlândia, nosso grupo tinha um bloco de carnaval muito atuante. Era bacana. Chegou a ter mais de 400 personagens. Sim, personagens, né. Nas pequenas cidades as coisas vão acontecendo assim, mais facilmente, vocês sabem… E então o bloco tinha uma entrevista para dar na rádio local. Foi convocado o presidente, o Vinpresidencial, que levaria mais alguns personagens para o evento. Uma comissão.

    Estariam lá, na emissora local mas bastante ouvida, outros tantos representantes de blocos concorrentes. Naquela época, nos interiores por aí, carnaval era festa grande. Não se ia para a praia molhar o pé na água gelada não. O povo todo voltava para a cidade curtir aqueles dias. Então sim, era um evento bem relevante, o tal carnaval. A entrevista então, foi repassada aos convidados como um compromisso importante, e que não deveria de forma alguma contar com atrasos, pois o programa era ao vivo e cronometrado.

    A entrevista era em um sábado de manhã, e conhecido por algumas peripércias eventuais e clássicas, um dos convidados mais antigos do nosso bloco teve recomendações especiais para que não se colocasse em situação de atraso. Mesmo assim, a comissão responsável pela agenda do bloco sugeriu que o personagem fosse recolhido em sua casa antes do evento. Não poderiam haver atrasos, e nem uma equipe desfalcada, já que mesmo nas entrevistas de rádio a rivalidade das agremiações esquentava o clima.

    Então, no sábado de manhã, a comissão cumpriu a agenda e foi recolher o convidado em casa. Como eram todos muito amigos, o Vinpresidencial chegou e já foi adentrando casa e quarto do colega. Então ele pula da cama, acordando de sono profundo, totalmente vestido, a rigor e inclusive com sapato… Mostrando que mais alerta que ele, não havia ninguém! Pulou da cama e já foi se dirigindo à porta do quarto, em posição de “viram só seus panacas”. Duvidou naquele momento, e desafiou a quem se mostrasse contra, a provar quem entre toda a comissão dormira mais em alerta que ele!

    Tive que concordar. Mais alerta que ele, definitivamente não havia… Imaginei ele na véspera de um curso de mergulho, que também tem hora marcada…
    Related Posts with Thumbnails