-Ei, o que você está fazendo?
-Estou blogando.
-Hã?
-Blogando, eu tô blogando!
-Ah bom! Tô twittando.
-Twittando?
-É, tô twittando.
-Tá bom, twitta aí, que eu blogo aqui.
-Falou.

Então eu pensei: Será que sou blogueiro? Daí eu rodo aqui pelo mundo da blogolândia. Daí vejo fotos e pequenos textos. Bem pequenos. Daí eu penso: Será que sou artigoleiro? Porque artigo é mais extenso?

Ninguém tem tempo de ler. Nem saco. Daí nasceu o twitter. Ah bom! Twitter parece um mini-blog que vai onde você está. É a idéia pelo menos. Ou deveria.Tá bom. Qual a diferença mesmo? Tamanho? Conceito?





-Tô blogando! Tô blogando!
-Tô vendo, to comentando.
-Comentando o que?
-Ah, to aqui comentando, tem um cara que não sabe o que ele escreve, quer dizer, não sabe o nome do que ele escreve. Quer dizer, ah, mané indecisão! Tô comentando. Ele escreve e tô comentando.
-Legal, comenta aí que eu tô blogando!





Então eu continuo pensando: Ah, o twitter é pra jogo rápido. O blog pra jogo mais demorado. Quanto demorado? Tem blog mais foto do que poesia. Tem blog mais poesia do que foto. Tem blog sem foto nem poesia. Tem blog que nem tem! Tem nem que nem tem blog!

Mané pensando! E lá isso é coisa de se pensar? Não é pra pensar! Twittando, blogando,qualquer coisa -ando a idéia é sempre a mesma: Povo todo se expressando!

Ah, legal, entendi. Segue aí twittando, que eu vou blogando, e o cara lá que não sabe o nome do que ele faz, ele que vá artigolando!!!!