Passou, mais uma das favoritas. Depois de Brasil, Argentina, e Alemanha, outra das apontadas como candidatas a levar a taça seguiu em frente na Copa, enquanto Itália e Inglaterra ficaram pelo caminho. A Espanha fez um clássico com seu vizinho e adversário Portugal, e clássico é clássico, tudo pode acontecer. Mas não aconteceu. Pelo menos fora do lógico. Mesmo com Cristiano Ronaldo em campo, Portugal não é mais time que a Espanha, não foi, e não facilitou o caminho para os demais times. Deixou a Espanha passar pelo clássico. A fúria está de pé. Embora eu ainda pense que na hora H, a Espanha fará pipoca para a torcida adversária comemorar. Agora é esperar e torcer. Pelo Paraguai.

Porque o Paraguai também passou. Despachou o Japão em um dos piores jogos da Copa. Ruim, bem ruim. Mas passou e está nas quartas de final. Com a vitória do Paraguai, a América Latina emplaca presença em todos os jogos da próxima fase. É isso mesmo. Se todos ganharem, teremos semi-final de Copa América em plena Copa do Mundo. E não chega a ser impossível, embora seja bem pouco provável. O Brasil é favorito contra a Holanda, assim como a Argentina é um pouco mais favorita que sua adversária Alemanha. O Uruguai tem uma missão difícil contra Gana. Mas possível. Resta o Paraguai, que precisaria de uma ajuda zebrada para completar o quarteto América na Copa da África. Seria histórico, seria bom demais, e seria uma questão de termos mais uma vitória sobre nosso recente freguês artino para levar mais uma taça dourada para casa. Quer saber? Torço pelo quarteto América. Que venham los hermanos!

Vuvuzelando o Brasil.

E enquanto esperamos a laranja, e torcemos para os demais latinos (ok, eu sei, ninguém torce para a Argentina, mesmo sendo uma das melhores finais da história) lembramos agora, e lembraremos a cada jogo que Elano ficar fora, do marginal africano chamado Ismael Tioté. Este animal, covarde, sem o mínimo de esportividade, foi um dos cavalos costa marfinenses que desandou a dar pancada desleal com o único objetivo de machucar jogadores brasileiros, após perceberem que o jogo estava perdido. Pois além da falta de esportividade, falta também inteligência aos cavalos jogadores, pois o Brasil ainda poderia ter deixado eles na Copa. Pois é. Ainda bem que se foram. Um time daqueles, desleal, moleque e maldoso, não merece estar na Copa. Não merece nem mesmo a oportunidade de jogar contra um selecionado de outro país.

Ei! Ismael Tioté, vá jogar teu futebol medíocre com as girafas, que elas tem canelas bem maiores para facilitar teu porco trabalho.

Obrigado, o futebol agradece.