E lá se foi metade da Copa. Hoje, um pouco mais, até. Das 32 seleções mundiais, 18 já voltaram pra casa. Superpotências do futebol mundial já caíram. Inclusive a atual campeã. Que não era assim, uma potência mundial. Mas carrega no colo já faz tempo um dos campeonatos nacionais mais ricos do planeta. A poderosa e multicampeã Itália, a sempre presente Inglaterra, a campeão Espanha, a seleção que trouxe o melhor jogador do mundo, Portugal, também já foi. Muitos europeus caíram, muitos americanos ficaram. Muitos decepcionaram, outros se destacaram, e alguns já foram mais longe do que jamais tinham ido. A maior festa esportiva do planeta vai bem. Teve Copa. E muito gol, e ótimos jogos, e continuam, e aumentam, as fortes emoções. É temporada de duelos mortais, na Copa do Mundo do Brasil.

E o Brasil foi justamente o primeiro dos grandes a entrar em campo nas oitavas. Encarou o sempre embaçado Chile. Aquele país curioso. Simpático, lindo, mas que no futebol sempre enrosca. E nessa Copa, teve um agravante. Além de enroscado, eles trouxeram um bom futebol. Essa foi uma novidade. O que não foi novidade, foi a dificuldade da seleção canarinho. A seleção Neymardependente. Hoje ele não jogou. Só apanhou. E aí, não teve seleção. Acabamos dependendo de avantes que não fazem gols. Pelo contrário. Entregam gols. E de um personagem que poucos esperavam alguma coisa. O profissional mais injustiçado do futebol. O goleiro. Porque goleiro é assim: Se pega todas, não faz mais do que a obrigação. Se leva um gol duvidoso, é crucificado e culpado pela derrota. Se leva um frangaço, pronto. Fim de carreira. Provavelmente também é o menor salário em qualquer time. E os atacantes, que perdem milhares de gols feios, que contam o mesmo número de gol que um erro do goleiro, nem são comentados cinco minutos depois do erro.

Júlio Cesar foi crucificado na última Copa, e de fato falhou feio em um dos gols da Holanda, que tirou o Brasil da Copa. Mas os gols que os avantes perderam naquele jogo, nem são lembrados. E certamente nenhum dos avantes fica quatro anos se culpando pelos gols não feitos. Fred hoje perdeu gol feito. O próprio Neymar deixou de bater de dentro da área várias bolas hoje. Ninguém culpa ninguém. Hulk quase tirou o Brasil da Copa, e por um erro que um guri de 13 anos não comete na escolinha de futebol. E ganhou estrelinha de comentarista famoso. E foi endeusado por muitos. E quase tirou o Brasil da Copa, da Copa dentro de casa. Mas se o goleiro tivesse levado um gol duvidoso... Aí precisaria de quatro anos se mortificando, e só seria perdoado se fizesse o milagre de pegar duas penalidades máximas no mesmo jogo. E mais uma defesa milagrosa. Pobres goleiros. Mas Júlio Cesar fez isso. Pegou duas penalidades e mandou o Chile pra casa. O Chile que tava metido demais, falando demais, e que se pegasse um Brasil de verdade, e não todo de fralda, levaria a mesma surra que sempre levou. É um bom time, é sim. Mas levou dois da Holanda, e levaria dois de um Brasil normal. Há algo errado no reino da seleção. Algo que está deixando Felipão inseguro. Que está fazendo  os jogadores chorarem como crianças, antes, durante e depois dos jogos. Deve ser o peso da medalha olímpica. Porque de Copa nunca tivemos isso. Mas como essa Copa é em casa, a pressão aumentou, e o ouro pesou. Ou, há ainda mais. Ou ainda, só falta futebol em um time que não é tudo isso, e que depende do talento de basicamente um jogador. Tá pobre o Brasil. Mas aos trancos e e barrancos, ainda dá.

E o nosso próximo adversário, a Colômbia, deu um passeio no abatido Uruguai. O Uruguai que foi defenestrado pela exagerada punição da FIFA ao vampiro da Copa. Acabou com o time como a Argentina acabou quando Maradona foi pego por doping. Não há como um time se recuperar disso em uma Copa do Mundo. A Colômbia que vem jogando bem em todos os jogos, que tem o melhor ataque e o goleador da Copa até aqui, passou o rodo no Uruguai. Tem o James que se fala Rames, que é craque, que como o nosso pode resolver, e que vai ser outra parada dura. Só não tem camisa. Mas não se ganha deles só com camisa. O Felipão precisa resolver a canarinho, ou, teremos mais um jogo com cara de final de Copa, antes de chegar nela.

Fotos: Portal UOL