Browsing Posts in Empresas e Negócios

É isso aí.

4 comments

Marca é isso aí.

É impossível não falar de marcas sem lembrar da Coca Cola. Certamente um dos maiores cases de sucesso de todos os tempos, a Coca Cola atravessa gerações na liderança. Não importa o quanto os concorrentes tentem ou gastem em publicidade. Coca Cola é sempre Coca Cola, em qualquer lugar do mundo.

Provavelmente uma das poucas besteiras que fez na sua história foi viabilizar as tubaínas (refrigerantes locais). Sim, foi a própria Coca que viabilizou as tubaínas. Foi a Coca que capitaneou e apoiou a introdução da embalagem PET no mercado dos refrigerantes, para facilitar a distribuição. O detalhe esquecido é que a Coca já tinha a melhor distribuição do mercado. Pior que isso. A maior dificuldade de todo e qualquer concorrente menor sempre foi o custo com os “cascos”de vidro. Mais caros que o próprio conteúdo.

Sem o excessivo custo da embalagem, as tubaínas tiveram seu caminho aberto para ampliar a sua distribuição, e ameaçar cada vez mais o reinado da gigante insuperável. Localmente se pode ver marcas vendendo, e vendendo muito refrigerante, mesmo com a blindagem das grandes marcas (não só da Coca) através de acordos de exclusividade com inúmeros estabelecimentos.

Independente disso, a velha Coca, que na verdade começou como remédio para o estômago, continua liderando. E mais. Todos os outros mudam. Todos os outros atacam a Coca. Mas a Coca não precisa mudar, porque Coca Cola é isso aí!

A concorrente bate…

A local esfola…

Mas no fim… Coca-Cola é isso aí!

United Breaks Guitars

4 comments
United Breaks Guitars

Este é um daqueles casos que nós consumidores vamos a forra! O mundo dos serviços está repleto daquelas empresas gigantossauras, as telefônicas, as aéreas, as TVs a cabo… Todas enormes. São tão grandes que nós, consumidores-formigas deixamos de ter aquela importância. Na totalidade somos seu ganha pão, na individualidade somos nadica de nada. E as gigantossauras não fazem a mínima questão de esconder isso. Casos isolados são tratados como nada mesmo. Te vira aí amigo, que tenho mais o que fazer.

Mas aí, vem alguém com bala na agulha. E aí que a internet não perdoa. Os espertalhões da United Airlines quebraram o violão do músico Dave Carroll. Tudo bem que acidentes acontencem e coisas quebram, embora não devia. Mas pode. Até aí sem problemas. O músico foi ao balcão, afinal era um violão de 3,5 mil dolares, e claro que mandaram ele plantar uma corda para ver se o violão nascia de novo. Sozinho, porque a United não iria regar a corda. Lógico. Gigantossaura é assim mesmo.

Após quebrar o pau com a United na justiça, Carroll resolveu fazer uma homenagem à aérea como ele sabe fazer: Fez uma música, gravou, fez um vídeo, e postou. No You Tube. Isso foi no dia 05 de julho. Já tem mais de 4 milhões de acessos e um pedido de tudo que é coisa da United. Desculpas, perdão, pegue aqui seu violão gratuitamente, blá blá blá.

Não é humor negro não. Mas é muito bom ver as grandonas provar um pouco de pimenta no globo ocular, para saber um pouco que seja, de como é ficar levando trombada e nada poder fazer. Fica a lição para quem quiser escapar de uma saia justa dessas, afinal de contas, o You Tube está aí, e veio para ficar. Lá na hora da verdade com o cliente, é bom lembrar desse detalhe da era digital!

Ps. : Tomei conhecimento do assunto no Crônicas Urbanas, thanks.